Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Sobre o Dr. Bach e a origem de seus remédios

Em muitos dos meus atendimentos oraculares e terapêuticos indico como tratamento os remédios Florais do Dr. Edward Bach, então, vou falar um pouco sobre eles para os que ainda não conhecem e também para os que já utilizam esta técnica eficaz de reequilíbrio energético e cura. Edward Bach foi um médico nascido em 1886 em uma pequena cidade perto de Birmingham, na Inglaterra, onde estudou medicina e se especializou em bacteriologia, imunologia e saúde pública.   Durante a I Guerra Mundial, cuidou de centenas de feridos e começou a observar que o mesmo tratamento aplicado a pessoas diferentes com a mesma doença nem sempre curava e que pacientes com o temperamento similar melhoravam com o mesmo medicamento. Em 1917 foi diagnosticado com uma doença incurável; foi operado, mas mesmo assim, os médicos lhe deram três meses de vida. Ele abandonou o hospital em que trabalhava e passou a fazer suas pesquisas sozinho em seu laboratório, onde trabalhava dia e noite. Após um curto

A Magia começa em nós

Existem diversos tipos de magias, cada um com suas características próprias, que variam de acordo com a cultura e o local de origem, que determina também os ingredientes utilizados, que em geral são os mais acessíveis em cada região; os diferentes tipos de magias variam ainda de acordo com quem ou que grupo as criou, quando e com quê finalidade. Entretanto, todas têm algumas premissas básicas em comum para que possamos falar sobre Magia de modo geral, principalmente quanto ao modo de procedimento e ao funcionamento dela. O ponto de partida é sempre o praticante. Ele precisa ser capaz de realizar uma magia e para isso conta-se com o dom e com o aprendizado teórico e prático para desenvolver suas habilidades. Ele precisa se preparar e saber concentrar suas energias em um ritual, por mais simples que seja este ritual, como por exemplo, acender uma vela e fazer alguns pedidos. O dom, em geral, revela-se na infância e pode ter sido adquirido por hereditariedade; e a forma mais elem

Para praticar a Magia

Quando uma pessoa recorre à Magia para conseguir algo que necessita ou deseja é porque está muito difícil que consiga pelos meios normais. Ninguém pensa em fazer uma magia para algo que seja acessível de outra forma mais racional e direta. Por isso sempre é desafiador confiar no invisível e realizar um ritual para um objetivo. Isso vai contra a lógica do senso comum. Porém, isto é feito desde o início dos tempos, por todas as culturas na face da Terra. Se grandes resultados n ão tivessem sido obtidos com esta prática, ela já teria sido abandonada; no entanto, as pessoas estão se voltando mais para ela como recurso para resolver seus problemas e cada vez mais se compreende melhor que a eficácia da Magia vai muito além da eficácia simbólica. Quem já experimentou os resultados sabe disso, quem já teve respostas imediatas a um clamor ou a um feitiço diante de um altar sabe disso. Mas precisamos sempre dimensionar as expectativas de quem se utiliza de magias, orientar a pesso