domingo, 19 de julho de 2015

Seis de Ouros, a carta da generosidade.

Seis de Ouros
Generosidade. Doação de recursos a outras pessoas, retribuição. Gratidão.
A carta mostra um homem a dar esmolas a um pedinte enquanto outro espera para, talvez, receber também.
Na mão esquerda, o doador segura uma balança, símbolo de equilíbrio e de justiça.
Dar e receber devem ser equilibrados. Tanto somos doadores quanto receptores de emoções, sentimentos, palavras, gestos, como também de dinheiro, riqueza, possibilidades e energias positivas e negativas.
Podemos estar na posição de qualquer um dos personagens apresentados. Temos pessoas que precisam de nossa doação, pessoas a quem devemos gratidão e retribuição por serviços prestados, por servirem-nos.
Agradecimentos e oferendas, gorjetas, presentes.
Quando se quer receber favores dos Deuses, Eles devem ser agradados. Trabalho é doação, dinheiro é doação de vida para quem esteja necessitando; é também retribuição, reconhecimento do valor de um produto ou serviço.
A balança lembra que devemos avaliar a quem devemos ajudar, com quem devemos ser mais generosos, de acordo com o merecimento de cada um.
O fluxo de energias trocadas se interliga entre as diversas áreas da vida; o benefício que se faz a alguém ou o prejuízo que se causa em alguém na nossa vida profissional, por exemplo, poderá ser retribuído com um favorecimento na vida amorosa; e vice-versa.
Da mesma forma, problemas na via amorosa podem estar relacionados a dar demais a uma só pessoa ao invés de ser generoso com todas as pessoas.







sábado, 11 de julho de 2015

Quatro de Paus

Satisfação com o trabalho realizado. Liberdade através do trabalho. Evolução através das ações. Recompensas por boas ações.
Esta carta mostra uma comemoração ao ar livre, em muitos tarôs, entre um casal, sendo por isto associada a um casamento ou outro tipo de união positiva; representando um momento de juntar-se a pessoas que batalham ou batalharam juntas por algo e agora colhem os frutos. Mostra a finalização bem sucedida de um esforço; uma etapa importante foi cumprida e é a hora de festejar.
Longe de ser um fim, um casamento é o ápice em um relacionamento e o início do futuro, promissor, com muitas promessas – que poderão ser cumpridas ou não - como a de se amar para sempre, continuar a se esforçar em fazer dar certo a cada dia e ajudar-se mutuamente. Mas o momento não é de preocupação com o futuro e sim de relaxar sobre os louros da vitória.
Na vida profissional, uma vitória, uma promoção ou a conclusão feliz de um projeto ou negócio. Mostra também a satisfação de ter feito e de fazer um bom trabalho; o prazer diário de realizar um trabalho bem feito e o recebimento de recompensas por ele, seja através de uma boa remuneração, um aumento, uma premiação mas, também, evolução espiritual e bênçãos conseguidas pela doação de sua energia em prol de uma causa, em prol de outra(s) pessoa(s). Em assuntos empresariais, a carta pode ser associada ao setor de Qualidade e ajudar a revelar as competências do profissional para determinado cargo.
Mesmo que a carta, dependendo da pergunta, da posição no jogo e das cartas que a acompanharem, mostre um término não desejado, como uma separação ou uma demissão, ela garante que a pessoa fez o possível e que o fato será benéfico, podendo ser sentido como alívio.

Em todas as áreas da vida mostra celebrações, podem ser cerimônias, ritos de agradecimento e mostra também a disposição de tentar ser bem sucedido nas etapas seguintes, com dedicação e boa vontade; buscando a excelência em tudo o que fizer, com energias sempre renovadas para continuar crescendo.