sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O Pendurado (Ou: O Enforcado)

Arcano XII



É fácil ser positivo quando tudo vai bem na nossa vida, difícil é ver realmente o sentido do sofrimento e passar por ele o mais tranquilamente possível, mantendo o pensamento positivo e conseguindo ver o lado bom e o propósito dele.
O momento pode ser o de enfrentar adversidades, situações limitantes, falar ou fazer o que não se desejaria. Mas de tudo isso se deve tirar aprendizados e há uma melhor maneira de lidar com a situação enquanto ela perdurar e buscar as soluções e os caminhos para sair-se dela o mais brevemente possível.
Se a situação é ruim, lembre-se que depois virá o seu fim, de uma forma ou de outra, envolva-se em que seja de forma positiva para você.
Reserve uma parte da mente para agir e outra para aquietar-se, meditando, rezando, entrando em contato com energias superiores positivas e protetoras, exercitando sua fé.
Mentalize sua vitória e confie em sua força superior de que você sairá da posição desconfortável em que se encontra e libertar-se-á de tudo o que o aprisiona. Tenha aceitação, busque entender os ensinamentos que a situação enseja e faça os movimentos possíveis para sentir-se melhor agora.


sábado, 3 de janeiro de 2015

2015, o ano da Justiça

A soma de 2015 é 8, o arcano A Justiça, no Tarô. Um número considerado muito favorável na numerologia para prosperidade, para as conquistas e os ganhos. No Tarô, o próprio nome da carta nos promete que a Justiça prevalecerá durante este ano, que assim seja. Contamos com isso em um ano onde os prognósticos na política e na economia, principalmente no âmbito nacional mas também no mundial, não são nada positivos. A carta 8 fala em ajustamento, em colocar as coisas e as pessoas nos seus devidos lugares, em ajuste de contas em todos os sentidos, inclusive no sentido cármico, ou seja, deveremos colher o que temos plantado, pagar dívidas, ganhar pelo que merecemos e deverá haver punição para os que agem de forma ilícita ou errada para consigo mesmo e para com os demais. A energia da soma do ano tende a ser preponderante, pelo menos, consideramos assim e no caso deste ano, ansiamos para que assim seja.
Mas outros números compõem o ano, além da sua soma e eles devem ser considerados também nas previsões e análises do ano, assim como consideramos todos os signos que compõem um mapa astral e não apenas o signo solar.
Primeiramente, o milênio atual é regido pelo arcano 2, A Sacerdotisa, trazendo a preponderância da energia feminina, como temos visto na maior preocupação com a ecologia e os cuidados com a Mãe Terra e com maior número de mulheres assumindo posições de poder. O zero, O Louco, mostrando todas as incertezas de um novo milênio e toda a energia inicial e intuitiva para fazer desta uma era melhor do que anterior, mas ainda sem que se saiba que resultados teremos, pois desconhecemos como lidar com o poder que temos. Vivemos entre a sabedoria da Sacerdotisa e a ignorância do Louco.
A terceira carta que aparece para nós ao ver o número do ano é a carta 20, O Julgamento, sugerindo que estamos em uma era decisiva, quando há a necessidade de despertar a consciência sobre nossa realidade e nosso papel transformador, assumirmos nossas responsabilidades e tomarmos atitudes positivas; de sermos proativos para a manutenção da vida na Terra. Portanto, precisamos que a sabedoria prepondere sobre a ignorância quanto ao uso de nossos recursos e que se tome atitudes práticas em prol da humanidade e da Terra.
Na segunda década do novo milênio, começamos com o 1, O Mago a nos dar maior maestria do que na década anterior e já começamos a entender que sem a nossa ação positiva individual nada vai melhorar. No quinto ano da segunda década, regidos pelo 5, O Papa, que auspicia maior responsabilidade e seriedade na busca pela cura planetária e a importância da manutenção de valores espirituais e morais que prezem pela ordem.
O poder do Mago e do Papa juntos, formam o 15, O Diabo, evidenciado número do ano em si, mostrando, portanto, os conflitos materiais mais visíveis que teremos que enfrentar, aliás, basta informar-se sobre o rumo que a economia e a política estão tomando para perceber obviamente que não será um ano fácil para o coletivo. Mas o arcano 15 aponta para grandes ganhos financeiros, também e para um grande poder que devemos apenas saber como utilizar, pois, afinal, o Diabo rege as coisas mundanas, materiais, concretas, os prazeres e o lado lúdico da vida.
Contaremos realmente com a sorte individual e com os nossos maiores esforços no sentido de fazer deste um ano próspero e mais suave do que foi o ano anterior, de soma 7, que sugeria vitórias conseguidas através de muito esforço e com o arcano evidente 14, que nos pedia a temperança, ou seja força de caráter e muita calma e paciência; e foi exatamente assim para a maioria.
Nós, que sobrevivemos a 2014, estamos prontos para fazer do ano de 2015 brilhar nos melhores aspectos de todos os números que o compõem. Fugindo das manipulações e ardis da ganância, do aprisionamento à matéria, da sede insaciável por poder e prazer e das ilusões e enganos, que são aspectos negativos do Diabo; e vibrando no lado mais positivo de todos os seus atributos, dentre eles, saber lidar com a realidade como ela é e não como gostaríamos que fosse, conscientes de que o mal existe e que precisa ser combatido dentro e fora de nós. E que vibremos nos melhores aspectos da carta da Justiça, que são o equilíbrio mental, a racionalidade, a lucidez, a consciência sobre sua real situação, o compromisso com a ação correta, a imparcialidade e os ganhos financeiros para quem os merece e a punição para todos os que têm lesado o povo. Que A Justiça prevaleça em 2015 e sempre.